Arquivo da categoria ‘Uncategorized’

IGREJAS EVANGÉLICAS

Publicado: 18/05/2011 por salvacaoemcristo em Uncategorized

20110518-035612.jpg

IGREJAS EVANGÉLICAS

Se você não é evangélico provavelmente esteja esfregando as mãos comemorando o fato de haver mais um texto falando mal das Igrejas evangélicas e seus pastores “ladrões”, se você se encaixa nesse perfil continue a ler mas cuidado para não se decepcionar.

Este texto não tem nada a ver com religião muito menos dogmas, não quero com ele discutir qual religião (se é que podemos assim chamar) é melhor ou pior que a outra, não quero com esse texto falar de dogmas, formas de culto e pregação, liturgia ou fundamentos teológicos.

A idéia sobre o texto surgiu de uma conversa a respeito do tema em uma rede social onde vi algo inusitado e constatei que o rótulo de “intolerantes” dado aos evangélicos pode ser aplicado também aos que os criticam de forma generalista. E esse foi o ponto principal do debate, tratarmos as coisas de modo intolerante, preconceituoso e generalista.

O preconceito para com os evangélicos sempre existiu, me lembro nos tempos de criança quando víamos uma pessoa andando de terno num sol escaldante com uma bíblia na mão imediatamente essa pessoa era motivo de chacotas, assim como as mulheres com suas saias longas e cabelos compridos.

Com o tempo e o surgimento do que chamamos de igrejas neo-petencostais e sua rápida expansão inclusive nas mídias televisivas, as igrejas passaram a ficar em evidencia, houve mudança na visão dos usos e costumes principalmente, e a pregação da mudança de dentro pra fora passou a ser o tema central e não mudar sua roupa e cabelo tendo seu estilo de vida não condizente com aquilo que se prega.

Enfim tivemos uma mudança de conceitos, comportamentos e na maneira de enxergar o evangelho, mas enfim esse tema dá um livro, por isso não vou me ater a ele pois esse não é o foco, o foco é que com as igrejas evangélicas em evidencia muitas coisas vêem à luz, tanto as boas como as más.

Gente boa e gente ruim, bom e mal caráter tem em todos os lugares e em todos os ramos de atividade da sociedade, colocar as igrejas evangélica e seus pastores em um único “balaio” e rotularem de minas de dinheiro e ladrões não julgo correto e nem coerente com o discurso daqueles que batem no peito e bradam a todos os cantos o “Não ao preconceito”.

As igrejas de modo geral possuem muitas ações sociais de extrema importância e relevância em nossa sociedade, distribuição de cestas básicas, entrega de alimentos e roupas a moradores de rua, algumas possuem abrigos para esses moradores, trabalho com idosos, crianças, deficientes físicos, clinicas de recuperação de viciados e muitas outras ações, além é claro da mensagem de esperança e encorajamento, da possibilidade de uma nova vida, mas enfim, como disse não me apegarei aos dogmas.

Tudo isso tem um custo e esses custos são pagos através de doações de seus adeptos, diferente de muitas outras religiões, os evangélicos não possuem apoio de poderosos e nem do Governo a não ser a isenção de impostos que é prevista em lei e não beneficia somente aos evangélicos.

Agora eu pergunto: Quantas festas católicas temos em nosso país para arrecadação de recursos que são feitas com dinheiro público? Quantas igrejas não ganham dinheiro em troca de apoio político? Não estou aqui pra falar mal de católicos ou quem quer que seja, meu objetivo é apenas abrir os olhos de todos para o fato de que nem todas as igrejas evangélicas possuem ladrões, nem todos se vendem, nem todos estão aí pra enganarem os outros. Conheço muito pastor bandido que por estarem em maior evidencia chamam para todo o povo evangélico um preconceito que não lhes cabe.

Tenho argumento de sobra pra falar mal de evangélicos, espíritas, católicos, budistas e muitos outros, mas não é o caso, o meu desejo é tão somente de que você tenha a liberdade de se expressar como queira, criticando ou não, é um direito seu, mas não vá na “modinha”, não seja mais uma vagão no trenzinho daqueles que só criticam, como já disse em outro post, seja você mesmo, busque conhecimento, visite uma igreja, conheça, busque informação, converse com seus fiéis, analisem o que eles acham, forme sua opinião em cima de conclusões que você venha a tirar do que viu, ouviu, presenciou e viveu e não do embalo e da “onda” dos críticos, e isso cabe a todo e qualquer tipo de julgamento que você venha a fazer, seja sobre opção sexual, religiosa, futebolística, política, enfim, tudo.

Pense, não deixem quem pensem por você.

Gente que critica tudo o que não conhece, não conhece nada porque critica tudo.

Anúncios

HIPOCRISIA

Publicado: 31/03/2011 por salvacaoemcristo em Uncategorized

Como é de conhecimento de todos na última segunda-feira dia 28/03/2011 foi veiculada uma matéria com o Deputado Federal Jair Bolsonaro no quadro “O Povo quer saber” do Programa CQC da TV Bandeirantes.

As declarações do Deputado geraram muita polêmica e o assunto tem sido discutido em todas as redes sociais.

Abaixo o vídeo do Deputado no programa:

http://www.youtube.com/watch?v=uWRUhsfWeIg&feature=youtube_gdata_player

Antes de comentar o assunto quero deixar claro que essa é uma posição minha e que não sou homofóbico tampouco racista, porém, algumas coisas precisam ser esclarecidas e uma palavra me vem à cabeça com toda essa polêmica – HIPOCRISIA.

O que temos visto ultimamente é uma postura de grupos sociais de minorias tentando utilizar palavras como preconceito e homofobia como ferramentas de pressão e lobby para empurrar goela abaixo da sociedade não só sua aceitação como incutir seus costumes e ideologias, para isso utilizam-se dos meios de comunicação que fazem abertamente apologia a determinados comportamentos e posturas.

Em relação à racismo, conheço inúmeros negros que são tão ou mais racistas que os súditos da ku klux klan mas enfim. Racismo existe? Sim, claro, porém acho que o maior preconceito no Brasil é o preconceito social, os pobres são descriminados, e nem todos os pobres são negros apesar de serem a maioria, as coisas mudaram muito no Brasil e está na hora dos negros se posicionarem como pessoas iguais a todas as outras, até o presidente da maior nação do mundo é negro, vamos parar desse sentimento de “coitado” e vamos nos mexer para galgar degraus na sociedade por méritos próprios e não por benesses concedidas pelo governo como as cotas raciais, sou a favor de cotas para pobres e não para negros, brancos, amarelos ou qualquer outro tipo de raça.

Só queria entender por que podemos fazer piadas de loira mas de negro não, por que negros podem usar camisas com a inscrição “100% negro” e eu não posso utilizar uma escrita “100% branco”, por que posso ser chamado de branquelo mas não posso fazer nenhuma brincadeira relacionada a cor negra, por que se pode falar em orgulho negro mas é proibido se falar em orgulho branco??? Quem são os verdadeiros racistas???

Sei que essa não é a postura da maioria negra, pois convivo pacificamente com eles como pessoas sem nenhuma diferença e sei que muitos deles se envergonham desse tipo de manifestação de movimentos raciais que ao contrário de promover a unidade entre raças querem benefícios próprios o que a meu ver gera ainda mais divisão.

Já falando sobre a comunidade GLS, GLBT, sei lá que raio é, porque a frescura é tamanha que querem até exigir como devemos chamá-los, a novidade agora é não chamá-los de homossexuais e sim de homoafetivos, enfim.

Esses movimentos são os que julgo serem mais preocupantes, eles possuem muita influencia na mídia e querem através dela incutir na sociedade seu estilo de vida e comportamento, vai muito além de apenas se posicionarem reivindicando tolerância, igualdade de direitos e respeito, o que querem são direitos exclusivos, punição para os que discordam da pratica e forçar a barra para que a sociedade aceite a homossexualidade como estilo de vida a ser seguido.

Manipulam a mídia, a sociedade influenciável vai na onda “coitadinhos, são descriminados, abaixo o preconceito, blá, blá, blá” com isso se colocam no legislativo, pressionam, criam projetos de lei como a PL122 querendo calar a voz daqueles que não aceitam a pratica homossexual o que é bem diferente de discriminar o homossexual em si, não gosto do fato de meus amigos serem Corinthianos mas não deixo de respeitá-los por isso de manter a amizade de aceitá-los como são, posso não gostar do gosto musical de alguém, posso não gostar da atitude alguém em assistir Big Brother mas isso não faz dessas pessoas minhas inimigas, mas voltando, com um massacre da mídia sobre o tema e uma sociedade influenciada fica mais fácil a aprovação de leis que dão direitos exclusivos a uma minoria em detrimento do coletivo.

As leis e direitos devem ser para todos sem distinção de cor, credo ou sexo, não posso aceitar que uma pessoa tenha mais direitos do eu que pago a mesma quantidade de impostos do que ela só pelo fato de minha cor ou sexualidade não ser igual a dela, é um absurdo.

Agora sobre a HIPOCRISIA, assim como eu penso e externei acima existem milhões de pessoas que pensam da mesma maneira, mas preferem seguir a maré do discurso politicamente correto, muitos desses são mais racistas e homofóbicos do que o Bolsonaro, porque discursar é bacana, bradar aos quatro ventos “abaixo ao preconceito”, “abaixo ao racismo”, tudo isso é muito fácil, te enturma na maioria, mas quando se vêem na situação perguntada ao Deputado Bolsonaro sobre a hipótese de ter seu filho homossexual ou casando com alguém de outra cor aí eu quero ver o discurso na prática, a mim pouco importa a cor da pele, o que importa é o caráter, a educação a postura, dignidade, etc… Se eu tivesse um filho e ele dissesse a mim que ele é homossexual não ficaria feliz e tenho certeza que a maioria dos politicamente corretos também não ficaria, HIPÓCRITAS, claro que aceitaria o fato, o amaria da mesma maneira, não descriminaria, mas encarar o fato com naturalidade? Desculpem mas a HIPOCRISIA reina.

Sobre o Deputado na entrevista, creio que ele foi infeliz até por ser uma pessoa publica, não sou a favor da ditadura, não gosto da atuação dele como Deputado nem concordo com muita coisa que ele disse mas ele se expressou e externou o pensamento de muitos, mas dizer o que ele disse não está na moda então vamos atrás dos politicamente corretos.

Queria o Bolsonaro fora da Camara sim, mas não pelo que ele disse, isso é a opinião dele e cada um tem a sua, queria ele fora da câmara pelos péssimos mandatos, queria ele fora da câmara junto com o Sarney, Genoino, José Dirceu, Roriz, Maluf, etc, etc, etc….todos esses outros com o discurso politicamente correto em troca de voto, talvez sejam inúmeras vezes piores que o próprio Bolsonaro.

Pra encerrar, se tenho que bradar alguma coisa eu brado ABAIXO À HIPOCRISIA, seja você mesmo, tenha opinião ainda que ela seja contrária a da maioria, seja autentico, mas se abra para mudança de pensamentos, não seja radical em nada, seja questionador, aprenda, avalie, PENSE.

Estou cansado desses movimentos de minoria que só atrasam nosso desenvolvimento, lutem contra impunidade dos corruptos, lutem contra a desigualdade social, combatam a fome e a miséria, lutem por uma saúde mais digna à população, lutem por mais cultura de um modo geral, enfim façam alguma coisa útil em prol do BRASIL, em prol de TODOS.

PS: A Preta Gil é exemplo de que e pra quem?

Em férias resolvi como todo paulistano que se preza ir à praia no final de ano.

O destino sempre o mesmo de todos os anos – “Ilha Comprida”.

Enfim, morador da Zona Leste que sou o caminho até a praia foi: Radial Leste, Marginal Tietê, Castelo Branco, Rodoanel e BR116.

Minha viagem ocorreu no dia 23 de Dezembro, o que me trouxe alguma preocupação por estar próximo ao Natal e o risco de transito (ainda que fosse uma quinta-feira pela manhã) era iminente e foi o que ocorreu na BR116.

Parado na BR116 em meio ao congestionamento comecei a ver uma situação que me fez pensar, vários carros cortando caminho ou fugindo do congestionamento pelo acostamento.

Vendo essa cena comecei a pensar qual o estilo de vida deveriam ter essas pessoas e cheguei a uma analogia entre aquela estrada e nossa vida, por muitas vezes em nossa vida nos deparamos com situações que nos fazem parar, muitas vezes até recuar e na verdade elas nos testam, confesso que tive vontade de seguiir também pelo acostamento, a sensação de impotência em ver uma via livre ao seu lado sem podermos usufruir dela me deixou tentado a seguir por ela mesmo sendo uma contravenção, mesmo sendo errado, mesmo correndo o risco de uma punição.

Muitas pessoas buscam atalhos em suas vidas, o dinheiro fácil, o jeitinho, o chegar na frente sem respeitar as regras, sem respeitar os colegas, sem ética e sem valores, só querem chegar logo em seus objetivos a qualquer custo.

Diferente de uma estrada normal onde o risco que corremos é de atropelarmos um pedestre ou de sermos pegos por um policial rodoviário e sermos multados, acredito que na nossa vida real (e isso é uma opinião pessoal) o resultado e a conseqüência do tipo de condução que tivemos ao longo da via será julgada ao final do percurso, diferente do guarda rodoviário que enxerga o que ocorre apenas no seu raio de visão e ação, creio que no fim da estrada de nossa vida real estará O “Guarda de transito” que tudo vê, que tudo ouve e que tudo sabe e então receberemos nossas multas ou nossas recompensas por uma direção segura, respeitando as regras e sem colocar em risco a vida de nossos semelhantes.

Deixo aos leitores a reflexão e a pergunta: Como você tem conduzido seu carro nessa longa estrada chamada VIDA?

FELIZ 2011!!! ANO NOVO = RESOLUÇÕES!

Publicado: 02/01/2011 por Raphael Mata em Uncategorized

Emagrecer, casar, arrumar uma nova paixão, começar um novo curso, ir para o exterior, fazer as pazes com aquela pessoa, mudar de emprego, ter um filho, trocar o carro… Todo ano novo sempre vem acompanhado de RESOLUÇÕES.

E divido com vocês minha Resolução para 2011: assistir a um filme por dia!! Prometo que é uma tentativa, e vou me empenhar bastante nisso. Muitas vezes, a agenda maluca do dia-a-dia não permite, mas vamos lá.

Hoje, da 02 de Janeiro, o saldo já é de 03 filmes assistidos! E cada um deles será comentado por aqui. Aguardem os próximos posts.

Abraços, e votos de um FELIZ 2011 – de todos OS CALABRESAS.

Curió & Igor...ao som de Daniel #Significa

Novo líder, velho conhecido.

Antes das fichas rolarem, muita música, risadas e cervejas. Durante as fichas rolando, também. E depois, também. Houve um affair entre o Curió e o pequeno Igor, flagrados em momentos de intimidade e muita descontração…

Fábio Moraes vence pela segunda vez na temporada e mostra que a performance abaixo da crítica na temporada anterior definitivamente ficou pra trás. Inclusive o Big Guy assume a segunda posição no ranking geral, deixando esse que vos escreve pra trás (ui…).

Uma novidade: Mauro Santos une-se as almas perdidas, abre mão de seus dogmas e entra na jogatina. Agora vai!

Mas vamos ao torneio: Pela primeira vez, mesa CHEIA no sentido literal. 9 “atletas” encararam o desafio do mais famoso torneio de Poker do Condomínio La Dolce Vitta. Pra variasr, Gentil Murano chegou por último, após já ter pago dois blinds gratuitos. Foi só sentar na mesa, TUM: primeiro eliminado, pelas mãos pantaneiras de Sanio Freitas.

Mas aí começa a brilhar a estrela da Noite: Fabio Moraes. Mandou Sanio, Raphael, Sidney e Chico mais cedo pra casa (ok, eu já estava em casa mesmo). O sujeito estava em uma jornada realmente inspirada, encarando as fichas como se fossem um pregão em Porto Velho!

Nosso hipertenso e atlético amigo Claudemir Calabrese, que já havia eliminado Marcos Oliveira e Mauro, chega ao Heads-up com o monstro do governo. E aí a experiência venceu: FABIO MORAES NA CABEÇA!

É..não vou atualizar o ranking, deixo essa missão para algum amigo mais desocupado voluntarioso.

AH, E NÃO PERCAM: AS 19 HORAS, FESTA PELO SEGUNDO TÍTULO BRASILEIRO DO FLUMINENSE! #prontofalei

Liberação das Drogas: Contra ou a favor?

Publicado: 25/11/2010 por salvacaoemcristo em Uncategorized

Devido aos recentes fatos ocorridos no Rio de Janeiro mais uma vez entra em pauta a discussão sobre a descriminalização das drogas.

Os defensores dizem que isso traria a redução da violência, arrecadação de impostos e comparam o uso de drogas como a maconha, cocaína e crack com o álcool e o tabaco (que também são drogas).

Primeiramente gostaria de passar um breve resumo dessas drogas mais comuns:

Álcool: A ingestão de álcool provoca diversos efeitos, que aparecem em duas fases distintas – uma estimulante e outra depressora. Quando o consumo é exagerado, o efeito depressor fica exacerbado, podendo até mesmo provocar o estado de coma. Os efeitos do álcool variam de intensidade de acordo com as características pessoais, por exemplo, uma pessoa acostumada a consumir bebidas alcoólicas sentirá os efeitos do álcool com menor intensidade quando comparada a uma pessoa que consome com menos freqüência. O álcool é droga causa dependência e está classificada como uma droga depressiva.

Tabaco: o tabaco é uma planta da qual é extraída a nicotina. Os principais efeitos da nicotina são elevação leve do humor e diminuição do apetite. A nicotina é considerada um estimulante leve. A nicotina é droga e causa dependência, além de inúmeros malefícios à saúde.

Maconha: Classificada na categoria de Drogas Perturbadoras, causando alteração mental que não fazem parte da normalidade como, por exemplo, delírios, alucinações e ilusões, por essa razão são chamadas de psicoticomiméticas, ou seja, drogas que mimetizam psicoses. A maconha também causa evidente perturbação na capacidade da pessoa em calcular tempo e espaço, e um prejuízo na memória e atenção, causa em estágios avançados a síndrome amotivacional, isto é, não sentir vontade de fazer mais nada, pois tudo fica sem graça e sem importância. A Maconha é uma das drogas que causam maior malefícios ao usuário, ao contrário do que se é apregoado.

Cocaína e Crack: O resultado da ação da cocaína e do crack é a euforia, ansiedade, estado de alerta, etc. Os efeitos da cocaína e do crack (também é cocaína) são os mesmos o que os difere é a via de uso, como o crack é fumado isso encurta o caminho da droga para chegar o sistema nervoso central, os efeitos do crack podem ser sentidos entre 10 a 15 segundos após o uso enquanto na cocaína 10 a 15 minutos, porém a duração do crack é muito rápida, em média dura em torno de 5 minutos enquanto na cocaína inalada de 20 a 45 minutos, essa pouca duração dos efeitos faz com que o usuário volte a utilizar a droga com mais freqüência, levando à dependência muito mais rapidamente. Em ambas as drogas a tendência do usuário é aumentar a dose do uso na tentativa de sentir efeitos mais intensos, porém as doses maiores levam o usuário a um comportamento violento, irritabilidade, tremores e atitudes bizarras devido ao aparecimento da paranóia. O uso crônico dessas drogas pode levar à uma degeneração irreversível dos músculos esqueléticos, chamada rabdomiólise.

Enfim,

É nítido que estamos falando de drogas extremamente diferentes em seu modo de ação e nos efeitos que elas causam em seus usuários, o ideal é que ninguém se utilizasse de nenhuma delas, porém comparar o tabaco e o álcool que são drogas liberadas às demais é uma forçada de barra desproporcional.

Sou totalmente contrário à descriminalização das drogas e acho os argumentos de quem é a favor totalmente sem fundamento e utópicos.

A droga diminuiria a violência: O que vocês acham? Que após a liberação toda boca de fumo tiraria um CNPJ passaria a vender de forma legal e recolhendo todos os impostos? Ahã, conta outra né. O que ocorreria era o governo cobrando impostos sobre a venda regulamentada aumentando o custo do produto e o mercado paralelo seguiria na sua atividade clandestina e tentando com mais empenho aumentar o número de consumidores já que agora haveria concorrência. Escolas seriam “bombardeadas” por ofertas de drogas com muito mais intensidade, por outro lado o governo intensificaria a fiscalização (tentaria) o que acarretaria em mais violência.

O álcool e o tabaco também são drogas: Concordo que são drogas mas seus efeitos são bem distintos, além do fato de que o álcool faz parte da cultura mundial, ou você já se imaginou ir a algum evento social e ao invés de uma taça de vinho o garçom lhe servir um prato com carreiras de cocaína? Não faz sentido justamente porque não faz parte de nossa cultura, outra questão é de que dá pra se usar o álcool com moderação enquanto na maioria das outras drogas isso é praticamente impossível devido a alta taxa de dependência que elas causam.

Livre arbítrio e democracia: Um serial killer gostaria de ter o livre arbítrio de praticar seus assassinatos, esse papo não tem cabimento, em relação à democracia digo que toda a sociedade pra ser estruturada precisa de regras que sejam cumpridas e fiscalizadas, sem isso viveríamos num caos, infelizmente há um total desconhecimento do que é um regime democrático mas isso é um tema para outro post.

Resumindo, você que é a favor (muitos advogam em causa própria) cobrem mais respeito nas questões da drogas por parte do poder público, cobre políticas públicas que tirem as crianças do convívio dos marginais, cobrem mais educação, cobrem um exército atuante nas fronteiras, cobre uma policia mais fiscalizadora.

E para a grande maioria dos apoiadores eu digo: não faça do discurso de apoio à descriminalização uma forma de sentirem-se menos culpados por financiarem o trafico e ser co-participante do que se está vendo em termos de violência no Rio de Janeiro e em todos os estado do nosso país em função das drogas.

PS: tenho casos inclusive na família de alcoolismo e de uso de entorpecentes como cocaína e maconha, hoje graças a Deus os alcoólatras estão livres do vício já os dependentes de outras drogas não, o que não significa que não há tratamento, há sim, porém é um caminho extremamente difícil e que na sua maioria não se consegue chegar à liberdade total do vício.

Eis o blog dos Calabresas

Publicado: 30/08/2010 por Chico Jr. em Uncategorized

Em meados de 2006, época essa marcada pelo show do U2, primeiro astronauta brasileiro a ir para o espaço e a Copa do Mundo da Alemanha, nasceu um grupo formado por 3 jovens (sim, o Marquinhos é jovem) que falavam besteiras, discutiam temas em geral, curtiam as mesmas coisas, tomavam umas geladas, e também trabalhavam na mesma empresa. Nascia os Calabresas.

O apelido veio de um garçom de buteco, já que todo dia pedíamos uma porção dessa iguaria que combina muito bem com cerveja.

Hoje continuamos amigos e trabalhando na mesma empresa. O grupo cresceu e os comentários afiados também. E agora vamos compartilha-lhos nesse blog.

Espero que gostem!

Chico Jr. Raphael e Marquinhos