IGREJAS EVANGÉLICAS

Publicado: 18/05/2011 por salvacaoemcristo em Uncategorized

20110518-035612.jpg

IGREJAS EVANGÉLICAS

Se você não é evangélico provavelmente esteja esfregando as mãos comemorando o fato de haver mais um texto falando mal das Igrejas evangélicas e seus pastores “ladrões”, se você se encaixa nesse perfil continue a ler mas cuidado para não se decepcionar.

Este texto não tem nada a ver com religião muito menos dogmas, não quero com ele discutir qual religião (se é que podemos assim chamar) é melhor ou pior que a outra, não quero com esse texto falar de dogmas, formas de culto e pregação, liturgia ou fundamentos teológicos.

A idéia sobre o texto surgiu de uma conversa a respeito do tema em uma rede social onde vi algo inusitado e constatei que o rótulo de “intolerantes” dado aos evangélicos pode ser aplicado também aos que os criticam de forma generalista. E esse foi o ponto principal do debate, tratarmos as coisas de modo intolerante, preconceituoso e generalista.

O preconceito para com os evangélicos sempre existiu, me lembro nos tempos de criança quando víamos uma pessoa andando de terno num sol escaldante com uma bíblia na mão imediatamente essa pessoa era motivo de chacotas, assim como as mulheres com suas saias longas e cabelos compridos.

Com o tempo e o surgimento do que chamamos de igrejas neo-petencostais e sua rápida expansão inclusive nas mídias televisivas, as igrejas passaram a ficar em evidencia, houve mudança na visão dos usos e costumes principalmente, e a pregação da mudança de dentro pra fora passou a ser o tema central e não mudar sua roupa e cabelo tendo seu estilo de vida não condizente com aquilo que se prega.

Enfim tivemos uma mudança de conceitos, comportamentos e na maneira de enxergar o evangelho, mas enfim esse tema dá um livro, por isso não vou me ater a ele pois esse não é o foco, o foco é que com as igrejas evangélicas em evidencia muitas coisas vêem à luz, tanto as boas como as más.

Gente boa e gente ruim, bom e mal caráter tem em todos os lugares e em todos os ramos de atividade da sociedade, colocar as igrejas evangélica e seus pastores em um único “balaio” e rotularem de minas de dinheiro e ladrões não julgo correto e nem coerente com o discurso daqueles que batem no peito e bradam a todos os cantos o “Não ao preconceito”.

As igrejas de modo geral possuem muitas ações sociais de extrema importância e relevância em nossa sociedade, distribuição de cestas básicas, entrega de alimentos e roupas a moradores de rua, algumas possuem abrigos para esses moradores, trabalho com idosos, crianças, deficientes físicos, clinicas de recuperação de viciados e muitas outras ações, além é claro da mensagem de esperança e encorajamento, da possibilidade de uma nova vida, mas enfim, como disse não me apegarei aos dogmas.

Tudo isso tem um custo e esses custos são pagos através de doações de seus adeptos, diferente de muitas outras religiões, os evangélicos não possuem apoio de poderosos e nem do Governo a não ser a isenção de impostos que é prevista em lei e não beneficia somente aos evangélicos.

Agora eu pergunto: Quantas festas católicas temos em nosso país para arrecadação de recursos que são feitas com dinheiro público? Quantas igrejas não ganham dinheiro em troca de apoio político? Não estou aqui pra falar mal de católicos ou quem quer que seja, meu objetivo é apenas abrir os olhos de todos para o fato de que nem todas as igrejas evangélicas possuem ladrões, nem todos se vendem, nem todos estão aí pra enganarem os outros. Conheço muito pastor bandido que por estarem em maior evidencia chamam para todo o povo evangélico um preconceito que não lhes cabe.

Tenho argumento de sobra pra falar mal de evangélicos, espíritas, católicos, budistas e muitos outros, mas não é o caso, o meu desejo é tão somente de que você tenha a liberdade de se expressar como queira, criticando ou não, é um direito seu, mas não vá na “modinha”, não seja mais uma vagão no trenzinho daqueles que só criticam, como já disse em outro post, seja você mesmo, busque conhecimento, visite uma igreja, conheça, busque informação, converse com seus fiéis, analisem o que eles acham, forme sua opinião em cima de conclusões que você venha a tirar do que viu, ouviu, presenciou e viveu e não do embalo e da “onda” dos críticos, e isso cabe a todo e qualquer tipo de julgamento que você venha a fazer, seja sobre opção sexual, religiosa, futebolística, política, enfim, tudo.

Pense, não deixem quem pensem por você.

Gente que critica tudo o que não conhece, não conhece nada porque critica tudo.

Anúncios
comentários
  1. Chico Jr. disse:

    Admiro o Marcos Oliveira a ponto de considerá-lo um irmão e curto muito seus textos e opiniões, mas quando o assunto é religião sempre entramos em atrito.
    E isso é muito bom. Gosto quando um debate como esse não envolvem santos, adoração de imagens, Maria e outras coisas que dividem nós católicos dos evangélicos. Que aliás não existe divisão alguma e me orgulho da minha igreja ter me ensinado a respeitar nossos irmãos que crêem no mesmo Deus sem restrições.
    Agora uma coisa que concordei muito com o texto é que existem pessoas e pessoas. Temos pastor ladrão e padre pedófilo, temos o católico que se diz católico mas nunca participou da missa, como temos o evangélico que chuta uma imagem e se acha com a razão. Não se pode generalizar. Encontre seu Deus onde quiser e onde achar melhor, respeite seu irmão mesmo se possuir crenças diferentes e, melhor, reze por ele.
    Graças a Deus tenho ótimos amigos evangélicos e acho legal quando mostro para eles que o verdadeiro católico vive além da missa aos domingos e que somos mais parecidos do que imaginam.

  2. Excelente comentário principalmente pelo fato de que você entendeu exatamente a mensagem que quis passar! Independente da discordância dos dogmas todos devem ser respeitados e não rotulados, como você disse nem todo pastor é ladrão e nem todo padre é pedófilo!

    Bj irmão

  3. Raphael Mata disse:

    Religião já matou mais que fome, guerra, câncer e peste negra. Não me orgulho muito da Igreja Católica, nem aplaudo a venda de terrenos divinos promovidas pela maioria evangélica.

    Acrdito que CRER, RESPEITAR e TEMER a Deus é o bastante para a Salvação.

    Estou fundando aqui a Congregação Internacional do Eu Mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s