Ultimamente só tenho revolta e uma esperança que diminui a cada dia!

Nesse país devem haver mais ONGs para defesa de animais do que para ajudar pessoas.

Esse governo está envolvido em escândalos diários, já caíram inúmeros ministros e ninguém faz nada, se houver uma eleição amanhã sairão vencedores novamente porque esse é o governo da barganha, troca-se voto por esmolas e bolsa-familia.

Aí ficamos na expectativa dos seres pensantes dessa sociedade que são os estudantes se mobilizarem de alguma forma, mas não, estão preocupados em fumar maconha na universidade! Na boa? Estou de SACO CHEIO de tudo isso! Cada país tem o governo que merece e nós brasileiros de modo geral merecemos o nosso, pois, falamos dos políticos mas nossas ações diárias em muitos dos casos superam suas falcatruas, no cafezinho pro guarda, na ocupação de vagas de deficientes, na “consultoria” de despachantes para agilizar processos, enfim, no nosso maldito jeitinho!

A burocracia é fonte de lucro, pra se livrar dela se suborna. A saúde precária é fonte de lucro, favorece a máfia dos planos de saúde. Copa do mundo, Olimpíadas, fontes de lucro, beneficiam as grandes empreiteiras que pagam o gesto bondoso de suas escolhas com obras superfaturadas. Educação? Pra que? Melhor um povo incauto e ignorante para que o curso das coisas não mude e sejam meramente maça de manobra na mão de interesses escusos.

Hoje ouvi o comentário de um “especialista” o qual não me dei ao trabalho de decorar o nome ou função que disse a uma radio de São Paulo que a culpa da morte de um cinegrafista da BAND que estava cobrindo uma matéria de uma ação do BOPE foi da policia que é violenta e que o bandido tem medo de se entregar devido a essa violência da polícia e por isso eles lutam até a morte.

Que país é esse? Que mundo estamos criando e não estamos nos dando conta? Policia é bandida e bandido é coitado? Será que só eu estou louco e vejo isso como um absurdo? Com certeza a família desse tal comentarista nunca ficou nas mãos desses bandidos, porque se tivesse ficado ele veria o que era violência, que Deus permita que nunca aconteça.

Estou cansado de discussões sobre efeitos e não sobre as causas, querem legalizar drogas, legalizar abortos, homossexualismo é normal, tudo em nome dos direitos humanos, aí vem uma frase mais que batida mas aplicável, os direitos humanos devem ser primeiramente para os humanos direitos.

A receita para a mudança todos sabem mas ninguém quer por em pratica, não há vontade política para implementá-las, a sociedade é feita de pessoas, e todas essas pessoas possuem um histórico de vida, o problema está na base, na estrutura familiar e para que haja uma estrutura familiar é necessário condições básicas de sobrevivência.

Uma família estruturada não precisa ser rica, ela precisa de alicerces, e podem me apedrejar, mas por experiência própria eu digo, ela precisa ser constituída de pai (macho), mãe (fêmea) e filhos, onde, esses pais precisam ter um emprego com um salário digno, condições de trabalho dignas, transporte publico decente para que eles cansem menos e cheguem a suas casas o mais rápido possível para que possam ter tempo com os filhos que também precisam ter creches e escolas de qualidade, que não sejam um depósitos de informação mas eduquem, esses professores responsáveis por essa educação devem também ser bem remunerados e preparados, além de tudo isso essa família precisa viver em um local seguro, saneado, higiênico e que tenham acesso a rede de saúde pública também de qualidade.

Enfim, depois querem dizer que o Governo não tem responsabilidade na formação de pessoas, a responsabilidade é quase que total do poder púbico que não oferece o mínimo de condições para que uma família tenha estrutura, o que vemos é a falta de informação que gera a gravidez indesejada, que gera um filho para ser criado em um ambiente sem saneamento, sem acesso à saúde e educação de qualidade, os pais muitas vezes são separados, muitas vezes desempregados, sem dinheiro se desesperam, uns buscam a vida do crime, outros se refugiam nas drogas, e assim continua o circulo vicioso. Claro que só condições básicas não fazem o caráter de ninguém mas é um primeiro passo extremamente importante na formação de um cidadão, a estrutura familiar, educacção e valores são os outros. E nós o que fazemos? Discutimos como solucionar as conseqüências e não as causas.

Enfim, esse foi só um desabafo de mais um brasileiro que luta para ganhar seu pão, sem perder a fé e os princípios que recebeu de sua FAMILIA.

Publicado: 07/11/2011 por salvacaoemcristo em Política

Como a China dominará o mundo

Publicado: 15/08/2011 por salvacaoemcristo em Política

COMO A CHINA IRÁ DOMINAR O MUNDO
Luciano Pires é diretor de marketing da Dana e profissional de comunicação

Alguns conhecidos voltaram da China impressionados.
Um determinado produto que o Brasil fabrica em um milhão de unidades, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões…

A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é impressionante.
Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas….
Com preços que são uma fração dos praticados aqui.

Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está instalada estão altos demais: 100 dólares.
Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo que acrescidos de impostos e benefícios representam quase 600 dólares.
Quando comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero benefícios…. estamos perante uma escravatura amarela e alimentando-a…

Horas extraordinárias? Na China…? Esqueça !!!
O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego que trabalha horas extras sabendo que não vão receber nada por isso…

Atrás dessa “postura” está a grande armadilha chinesa.
Não se trata de uma estratégia comercial, mas sim de uma estratégia de “poder” para ganhar o mercado ocidental .
Os chineses estão tirando proveito da atitude dos ‘marqueteiros’ ocidentais, que preferem terceirizar a produção ficando apenas com o que ela “agrega de valor”: a marca.

Dificilmente você adquire atualmente nas grandes redes comerciais dos Estados Unidos da América um produto “made in USA”. É tudo “made in China”, com rótulo estadunidense.

As empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas de dólares…
Apenas lhes interessa o lucro imediato e a qualquer preço.
Mesmo ao custo do fechamento das suas fábricas e do brutal desemprego. É o que pode-se chamar de “estratégia preçonhenta”.

Enquanto os ocidentais terceirizam as táticas e ganham no curto prazo, a China assimila essas táticas, cria unidades produtivas de alta performance, para dominar no longo prazo.

Enquanto as grandes potências mercadológicas que ficam com as marcas, com o design…suas grifes, os chineses estão ficando com a produção, assistindo, estimulando e contribuindo para o desmantelamento dos já poucos parques industriais ocidentais.

Em breve, por exemplo, já não haverá mais fábricas de tênis ou de calçados pelo mundo ocidental. Só haverá na China.

Então, num futuro próximo veremos os produtos chineses aumentando os seus preços, produzindo um “choque da manufatura”, como aconteceu com o choque petrolífero nos anos setenta. Aí já será tarde de mais.
Então o mundo perceberá que reerguer as suas fábricas terá um custo proibitivo e irá render-se ao poderio chinês.

Perceberá que alimentou um enorme dragão e acabou refém do mesmo.
Dragão este que aumentará gradativamente seus preços, já que será ele quem ditará as novas leis de mercado, pois será quem manda, pois terá o monopólio da produção .

Sendo ela e apenas ela quem possuirá as fábricas, inventários e empregos é quem vai regular os mercados e não os “preçonhentos”.

Iremos, nós e os nossos filhos, netos… assistir a uma inversão das regras do jogo atual que terão nas economias ocidentais o impacto de uma bomba atômica… chinesa.

Nessa altura em que o mundo ocidental acordar será muito tarde.

Nesse dia, os executivos “preçonhentos” olharão tristemente para os esqueletos das suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando baralho na praça da esquina, e chorarão sobre as sucatas dos seus parques fabris desmontados.

E então lembrarão, com muita saudade, do tempo em que ganharam dinheiro comprando “balatinho dos esclavos” chineses, vendendo caro suas “marcas- grifes” aos seus conterrâneos.

E então, entristecidos, abrirão suas “marmitas” e almoçarão as suas marcas que já deixaram de ser moda e, por isso, deixaram de ser poderosas pois foram todas copiadas….

365 Filmes – FALCÃO – O CAMPEÃO DOS CAMPEÕES

Publicado: 24/06/2011 por Raphael Mata em Dicas

Clique aqui para acessar a ficha técnica.

Quer coisa mais hetero que um filme do Stallone? Então tome: um filme do Stallone sobre um caminhoneiro campeão de braço-de-ferro!

Essencialmente, Falcão é isso. Como os brutos também amam, cabe uma licença poética: toda a luta do caminhoneiro é para recuperar o amor e respeito de seu filho, que o enxerga como um perdedor, devido a visão deturpada que seu avô materno tem sobre seu pai. Profundo, hein?

Mas é a velha história: quem assiste uma obra do Stallone, não procura profundidade. Procura AÇÃO.

PLACAR FINAL: Para fãs de porrada e valores familiares. Nota: 7,5

365 Filmes – MILK – A VOZ DA IGUALDADE

Publicado: 24/06/2011 por Raphael Mata em Dicas

Clique aqui para acessar a ficha técnica.

Antes de mais nada, é bom esclarecer que esse post é sobre um FILME, não sobre um TEMA. Quem quiser opinião sobre homossexualidade clique aqui, em texto assinado por Marcos Oliveira

A biografia do ativista gay Harvey Milk acabou gerando um belíssimo filme. Sua história se confunde com a história da luta pelos diretos dos Gays, e pela criação da “Meca GLS”: San Francisco, California.

O casal formado pelos excelentes atores Sean Penn e James Franco são as “frutinhas no bolo”. Aliás, soube a poucos dias que o James Franco é assumidão. A julgar pela interpretação de Sean Penn, paso a “desconfiar” dele também.

PLACAR FINAL: Até o Bolsonaro vai curtir. Ótimo filme. Nota: 8,5

365 Filmes – SHERLOCK HOLMES

Publicado: 24/06/2011 por Raphael Mata em Dicas

Clique aqui para acessar a ficha técnica.

Decadente, embriagado, mas no final dando a volta por cima. Características comuns a Sir Sherlock Holmes e a Robert Downey Jr. Não poderia haver um sujeito melhor para esse revival do clássico personagem de Sir Arthur Conan Doyle.

Novamente, entrarei em rota de colisão com o blogueiro Chico Jr. Esperava mais dessa nova versão, dados os recursos e técnicas do cinema moderno. Mesmo o carisma incontestável do ator principal não foi o suficiente para elevar o filme a um patamar superior.

E pra piorar há Jude Law, um dos atores mais medíocres que já vi. Pobre Watson, merecia muito mais.

PLACAR FINAL: aquém do esperado. Cheiro de Sessão da Tarde no ar. Nota: 6,5

365 Filmes – O DESINFORMANTE

Publicado: 24/06/2011 por Raphael Mata em Dicas

Clique aqui para acessar a ficha técnica.

Sou fã de carteirinha do Matt Damon. Grandes filmes como Invictus, Inflitrados e a Trilogia Bourne o transformaram em um ator acima da crítica. Mas, por vezes, os grandes também caem.E esse filme é uma prova contundente.

Desinformante tinha tudo para ser bom: comédia sobre a vida corporativa, onde um discreto executivo tem a oportunidade de brilhar, denunciando falcatruas na companhia. Mas acabou tornando-se uma comédia que não faz rir.

Continuo aguardando o próximo grande filme de Damon. Eu sei que ainda virá.

PLACAR FINAL: se gosta de filmes sobre empresas, assista Wall Street. Nota: 6,0

365 Filmes – TOP GANG! ASES MUITO LOUCOS

Publicado: 29/05/2011 por Raphael Mata em Dicas

Clique aqui para acessar a ficha técnica.

No quesito “fazer rir”, TOP GANG merece um Oscar!

É muito fácil jogar pedra em filmes “besteirol”, é muito fácil rotular como “vazia” e “fútil” uma obra que se encaixe nesse perfil, mas peralá: cinema não é entretenimento? Ou filme bom só pode fazer chorar ou refletir?

TOP GANG foi responsável por “matar” o Charlie Sheen herói de guerra construído em Platoon, e preparar o terreno para o Charlie Harper que faz todo mundo rir em Two and a Half Men – e mata todos os caras de inveja…

PLACAR FINAL: A melhor paródia cinematográfica de todos os tempos. Nota: 7,0

365 Filmes – UM DRINK NO INFERNO

Publicado: 29/05/2011 por Raphael Mata em Dicas

Clique aqui para acessar a ficha técnica.

Por que UM DRINK NO INFERNO é essencial para os rapazes de plantão?

1) Tem Tarantino
2) Tem Salma Hayek
3) Tem Cheech Martin (lembram de Cheech & Chong?)
4) Tem Salma Hayek
5) Tem vampiros doidões no meio do deserto
6) Tem Salma Hayek
7) Tem bom elenco (George Clooney, Harvey Keitel e Julliete Lewis ainda “piriguete”). E Salma Hayek.

Uma verdadeira obra de arte do terror contemporâneo, com a marca das cabeças insanas de Robert Rodriguez e Quentin Tarantino.

COLÍRIO: Salma Hayek no auge. Pensando bem, o auge dela perdura até o momento.

PLACAR FINAL: se o filme fosse chato, ainda valeria pela Salma Hayek. Nota: 8,5

IGREJAS EVANGÉLICAS

Publicado: 18/05/2011 por salvacaoemcristo em Uncategorized

20110518-035612.jpg

IGREJAS EVANGÉLICAS

Se você não é evangélico provavelmente esteja esfregando as mãos comemorando o fato de haver mais um texto falando mal das Igrejas evangélicas e seus pastores “ladrões”, se você se encaixa nesse perfil continue a ler mas cuidado para não se decepcionar.

Este texto não tem nada a ver com religião muito menos dogmas, não quero com ele discutir qual religião (se é que podemos assim chamar) é melhor ou pior que a outra, não quero com esse texto falar de dogmas, formas de culto e pregação, liturgia ou fundamentos teológicos.

A idéia sobre o texto surgiu de uma conversa a respeito do tema em uma rede social onde vi algo inusitado e constatei que o rótulo de “intolerantes” dado aos evangélicos pode ser aplicado também aos que os criticam de forma generalista. E esse foi o ponto principal do debate, tratarmos as coisas de modo intolerante, preconceituoso e generalista.

O preconceito para com os evangélicos sempre existiu, me lembro nos tempos de criança quando víamos uma pessoa andando de terno num sol escaldante com uma bíblia na mão imediatamente essa pessoa era motivo de chacotas, assim como as mulheres com suas saias longas e cabelos compridos.

Com o tempo e o surgimento do que chamamos de igrejas neo-petencostais e sua rápida expansão inclusive nas mídias televisivas, as igrejas passaram a ficar em evidencia, houve mudança na visão dos usos e costumes principalmente, e a pregação da mudança de dentro pra fora passou a ser o tema central e não mudar sua roupa e cabelo tendo seu estilo de vida não condizente com aquilo que se prega.

Enfim tivemos uma mudança de conceitos, comportamentos e na maneira de enxergar o evangelho, mas enfim esse tema dá um livro, por isso não vou me ater a ele pois esse não é o foco, o foco é que com as igrejas evangélicas em evidencia muitas coisas vêem à luz, tanto as boas como as más.

Gente boa e gente ruim, bom e mal caráter tem em todos os lugares e em todos os ramos de atividade da sociedade, colocar as igrejas evangélica e seus pastores em um único “balaio” e rotularem de minas de dinheiro e ladrões não julgo correto e nem coerente com o discurso daqueles que batem no peito e bradam a todos os cantos o “Não ao preconceito”.

As igrejas de modo geral possuem muitas ações sociais de extrema importância e relevância em nossa sociedade, distribuição de cestas básicas, entrega de alimentos e roupas a moradores de rua, algumas possuem abrigos para esses moradores, trabalho com idosos, crianças, deficientes físicos, clinicas de recuperação de viciados e muitas outras ações, além é claro da mensagem de esperança e encorajamento, da possibilidade de uma nova vida, mas enfim, como disse não me apegarei aos dogmas.

Tudo isso tem um custo e esses custos são pagos através de doações de seus adeptos, diferente de muitas outras religiões, os evangélicos não possuem apoio de poderosos e nem do Governo a não ser a isenção de impostos que é prevista em lei e não beneficia somente aos evangélicos.

Agora eu pergunto: Quantas festas católicas temos em nosso país para arrecadação de recursos que são feitas com dinheiro público? Quantas igrejas não ganham dinheiro em troca de apoio político? Não estou aqui pra falar mal de católicos ou quem quer que seja, meu objetivo é apenas abrir os olhos de todos para o fato de que nem todas as igrejas evangélicas possuem ladrões, nem todos se vendem, nem todos estão aí pra enganarem os outros. Conheço muito pastor bandido que por estarem em maior evidencia chamam para todo o povo evangélico um preconceito que não lhes cabe.

Tenho argumento de sobra pra falar mal de evangélicos, espíritas, católicos, budistas e muitos outros, mas não é o caso, o meu desejo é tão somente de que você tenha a liberdade de se expressar como queira, criticando ou não, é um direito seu, mas não vá na “modinha”, não seja mais uma vagão no trenzinho daqueles que só criticam, como já disse em outro post, seja você mesmo, busque conhecimento, visite uma igreja, conheça, busque informação, converse com seus fiéis, analisem o que eles acham, forme sua opinião em cima de conclusões que você venha a tirar do que viu, ouviu, presenciou e viveu e não do embalo e da “onda” dos críticos, e isso cabe a todo e qualquer tipo de julgamento que você venha a fazer, seja sobre opção sexual, religiosa, futebolística, política, enfim, tudo.

Pense, não deixem quem pensem por você.

Gente que critica tudo o que não conhece, não conhece nada porque critica tudo.

365 Filmes – PELAS GAROTAS E PELA GLÓRIA

Publicado: 07/05/2011 por Raphael Mata em Dicas

Clique aqui para acessar a ficha técnica.

Rápido e rasteiro: 2 carinhas em idade escolar se passam por cheerleaders para passar o verão em um acampamento só com mulherada, e dar um jeito de finalmente comerem alguém!

É mais um filme-filhote de Porky’s, Férias do Barulho, American Pie, etc. Não é original, mas as vezes o simples basta. Nesse filme, QUASE bastou.

COLÍRIO: Vááárias. Tem TROCENTAS mulheres no acampamento!

PLACAR FINAL: “Summer comedy” para ao nova geração. Vale uma assistida. Nota: 6,5